Repositório Institucional do IFRS - Página Inicial

Autonomia moral no trânsito: é possível contribuir a partir de um curso do curta duração?

Show full item record

Title: Autonomia moral no trânsito: é possível contribuir a partir de um curso do curta duração?
Author: Soares, Sinara Cristiane Tres
Abstract: A presente dissertação busca investigar como um curso híbrido de curta duração, embasado no modelo pedagógico relacional, pode contribuir para o desenvolvimento da autonomia moral de adultos no trânsito. A pesquisa foi realizada na Escola Pública de Trânsito (EPT) do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (DetranRS), a qual promove um curso para pessoas que cometeram crimes de trânsito e possuem direito à transação penal, a partir de um modelo mais próximo da pedagogia diretiva. A metodologia empregada para a pesquisa foi o método experimental, por meio da aplicação de dois modelos de curso, em dois grupos. O grupo experimental (GR), participou de um curso – o qual se configurou na variável independente do experimento - com metodologia de Ensino Híbrido (EH), sendo composto de dois encontros presenciais de quatro horas, além de atividades online, apoiadas no mobile learning, associado ao uso do aplicativo WhatsApp. O referido curso, baseado no modelo pedagógico relacional, utilizou como principal fonte teórica para a elaboração da aula os conhecimentos apresentados por Piaget sobre desenvolvimento moral. No grupo controle (GD), foi mantida a metodologia de ensino tradicional, diretiva, já utilizada na EPT. O instrumento para coleta de dados constituiu-se de dois questionários que foram aplicados em ambos os grupos, sendo um antes do início das aulas (questionário 1 - Q1) e outro ao final (questionário 2 - Q2). Também foram consultadas as infrações dos sujeitos, comparando-se os 6 meses anteriores e posteriores à participação no curso. Os resultados apresentados indicam, dentre os fatores de um curso de curta duração que podem contribuir para o desenvolvimento moral no trânsito, a aplicação de um modelo pedagógico relacional, no qual as interações têm papel fundamental para a promoção da descentração dos sujeitos e, portanto, de um caminho de aproximação rumo à autonomia moral no trânsito. Além disso, o uso do WhatsApp como recurso didático, ampliou as oportunidades de intervenção junto ao público, permitindo a continuidade do processo educativo entre um encontro e outro, sem a necessidade dos tradicionais ambientes virtuais de aprendizagem, que, por vezes, podem interferir na adesão às propostas educativas.The present dissertation seeks to investigate how a short term hybrid class, based on the relational pedagogical model, could contribute for the development of the moral autonomy of adults in transit. The research was executed on the Public School of Traffic (EPT) of Rio Grande do Sul State Traffic Department (DetranRS), which promotes a class for people who committed transit crimes and have the right to a penal transaction, starting on a model closest to directive pedagogy. The methodology used for this research was the experimental method, through the application of two models of class, in two different groups. The experimental group (EG), participated on one class- which configured itself on the independent variable of the experiment- with the methodology of the hybrid teaching (HT), being composed of two 4-hour face-to-face meetings, besides the online activities, supported on mobile learning, through the use of WhatsApp. The referred class, based on the relational pedagogical method, used as main theoretical source to the elaboration of the class the knowledges presented by Piaget about moral development. In the control group (CG), it was maintained the traditional teaching methodology, directive, already used on EPT. The instrument to collect data was formed by two questionnaires that were applied in both groups, being one before the beginning of class (Questionnaire 1- Q1) and the other one at the end (Questionnaire 2 –Q2). There were also consulted the infractions of the subjects, comparing the six months before and after the participation on the class. The results presented indicates that among the factors of a short course that contribute to moral development in transit, the application of a relational pedagogical model, in which interactions play a fundamental role in promoting the decentralization of subjects and, therefore, a path of approximation towards moral autonomy in transit. Besides that, the use of WhatsApp as a didactic resource, amplified the opportunities of intervention towards the public, allowing the continuity of the educational process between the meetings, without the necessity of the traditional virtual environments of learning, which, sometimes, could interfere in the adherence of the educational proposals.
URI: https://dspace.ifrs.edu.br/xmlui/handle/123456789/401
Date: 2020


Files in this item

Files Size Format View Description
123456789401 4.574Mb PDF View/Open Texto completo

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account